Buscar
Biblioteca
Iniciar sesión
Ver en pantalla completa
hace 8 años

Galliano confessa dependência mas não lembra de nenhuma ofensa racista.

EFE Brasil
EFE Brasil
Paris (França), 23 jun (EFE), (Imagens: Mario Roehrich).- O estilista britânico John Galliano, processado por ofensas racistas e antissemitas, se retratou nesta quarta-feira perante o Tribunal de Paris como um viciado reabilitado que não lembra dos insultos porque estava embriagado por uma mistura de álcool e comprimidos.

O episódio ocorreu dia 24 de fevereiro, quando embriagado de champanhe, mojitos e comprimidos, Galliano xingou dois clientes do bar La Perle e afirmou adorar Hitler. O tribunal anunciará a sentença no dia 8 de setembro.